Minha vida – Meus sonhos

Minha vida – Meus sonhos

Falar de mim mesma, da minha vida, dos meus sonhos, dos meus papéis existenciais construídos ao longo da minha vida, em poucas palavras, pode ser dito assim: mulher, filha, esposa, mãe, amiga, e acima de tudo pessoa extremamente humana e que corre atrás dos seus sonhos, ainda que pareçam impossíveis (é o que acho de mim mesmo).

Minha formação constitui-se em Bacharel em Teologia e Especialista em Ciências da Religião pela Faculdade de Ciências, Educação e Teologia do Norte do Brasil – FACETEN (Boa Vista-Roraima); Licenciada em Filosofia pela Faculdade Evangélica do Meio Norte (Coroatá-Ma); Especialista em Filosofia Clínica pela Faculdades Itecne de Cascavel-Paraná e Filósofa Clínica, pelo Instituto Packter- Porto Alegre-RS.

Poderíamos partir do ponto de como a Filosofia Clínica mudou minha vida… Aliás, ela chegou quando a minha vida estava começando a mudar, a tomar outro rumo. A antes dona de casa, mulher, esposa e mãe, voltara à sala de aula… Isso mesmo, depois de vinte dois anos distantes dessa realidade, novamente me vejo às voltas com o conhecimento, com novas amizades, nova realidade. Formava-se então um novo contexto, que me motivava a seguir em frente ao mesmo tempo em que me fazia querer permanecer da forma que estava antes – eu não queria acabar com a minha paz familiar – meu casamento ficou mexido com tudo o que estava acontecendo, isto porque meu marido a princípio não aceitou tão brusca mudança da minha parte – eu não queria mais apenas aqueles papeis, eu queria outros, sobretudo queria ser terapeuta de fato e de direito.

Conheci a Filosofia Clínica quando fazia faculdade de filosofia – foi amor à primeira vista, lembro…

Encantei-me com cada coisa que ouvi de uns colegas da faculdade sobre uma palestra de Lúcio Packter na UFPI (Universidade Federal do Piauí). Sabe, sempre tive inclinação para cuidar do outro. O outro nunca passou por mim despercebido, seja no lado material, espiritual, emocional, enfim.

Dessa forma, foi só o tempo de poder começar o curso de Filosofia Clínica para me sentir mais próxima do outro, para querer ouvi-lo, caminhar junto, entende-lo no seu contexto. E bom é que isso começou dentro da minha própria casa, no convívio com os meus. O outro estava tão próximo… Portanto a maior beneficiada fui eu mesma.

A Filosofia Clínica me ajudou a superar preconceitos que podem nos causar dores profundas. Ela me fez perceber que antes de querer mudar o outro, talvez seja preciso mudar a nós mesmos. Nesse sentido podemos falar de como ela pode transformar a vida de pessoas, transformar contextos…

Vale dizer que minha formação inicial, ou seja, em nível de segundo grau foi técnico em administração pela antiga Escola Técnica Federal do Piauí, o que me rendeu meus dois primeiros empregos em duas grandes revendas de automóveis no setor administrativo. Daí, talvez, a minha inclinação em também desenvolver um trabalho com a filosofia clínica na consultoria de pessoas dentro das organizações.

Trabalho que tem me motivado e tem me feito aprender e querer continuar aprendendo. E a cada dia sinto que realmente era preciso que surgisse a filosofia clínica para ser uma das respostas na minha vida e na vida de muitos que estejam abertos para vivenciar tal experiência. Posso dizer que ela mudou a minha vida, como também a vida dos que estão ao meu entorno sem sombras de dúvidas.

No presente momento sou professora na FLATED – Faculdade Latina Americana de Educação e atuo no meu consultório como filósofa clínica. Com a concessão de um centro de formação para funcionamento em duas cidades do Piauí, pretendo, brevemente, acabar de concretizar essa busca.

Dessa forma tenho como foco atualmente a clínica filosófica, sala de aula, palestras, cursos de formação e capacitação e consultoria de pessoas.

Grata pela oportunidade de compartilhar experiências,
Abraços.

Ana Maria Gomes Almeida – ME-0066-10A

Facebook
Instagram
WhatsApp chat