Desabafo de Anny

Desabafo de Anny

“Eu tenho medo, não quero correr riscos –
Mas agora só existe um jeito e esse jeito é correr o risco”
Caio Fernando de Abreu

Sou formada em Biologia há mais de 15 anos e venho me sentindo insatisfeita com a minha profissão. Levanto cansada, mal humorada e sem vontade de sair de casa para trabalhar. Quando penso no meu ambiente de trabalho meu corpo reage e automaticamente a enxaqueca se estabelece. Isto tem sido uma constante na minha vida.

Eu até gosto de dar aula, gosto de ensinar, mas com o tempo várias coisas começaram a pesar e o salário foi uma delas. Minha qualidade de vida está prejudicada porque não consigo fazer o que eu gostaria em função do financeiro. Claro, não é somente o lado financeiro, também tem a questão do reconhecimento, estímulo e a atual conjectura das relações em sala de aula, principalmente no que diz respeito ao professor. Isto é uma somatória que após estes quinze anos está se tornando em um peso difícil de carregar.

Trocar de profissão? Já pensei muito sobre isto e não estou me sentido preparada para começar neste mercado competitivo. Também, não saberia o que fazer nesta altura da minha vida, não que eu me sinta velha, mas é pela competição mesmo de tantas novas profissões no mercado.

Mas, ao mesmo tempo eu sei que preciso fazer algo urgente, até pela minha saúde física. Eu não estou feliz e é isso que preciso mudar. Eu reconheço que preciso de ajuda. Preciso de uma orientação profissional para ter coragem de fazer esta mudança.

Minha família acha isso uma loucura porque tenho um emprego estável, férias garantidas, etc., mas, eles não entendem que eu não estou feliz. Já pensei em fazer um doutorado, sair do País, mas não tenho certeza se quero continuar fazendo a mesma coisa. Mas, também não tenho certeza do que gostaria de fazer. Está é uma situação extremamente difícil para mim. Estou sofrendo e fazendo pessoas em minha volta sofrer com tudo isto. Preciso fazer alguma coisa para mudar algo em minha vida.

Esta é uma das queixas frequentes, que surgem no consultório. Pessoas insatisfeitas com sua profissão, carreira ou o ambiente onde se encontram.

Por este motivo O ISEC – INSTITUTO SEMIOSE EDUCAÇÃO CONTINUADA, pensou num Congresso, onde pudesse reunir vários profissionais com conhecimento teórico e prático para ajudar nestas demandas. Estes conflitos por sua vez, tendem a gerar ansiedade, temores, insegurança, muitas vezes refletindo no corpo impossibilitando de viver adequadamente uma qualidade de vida razoável para a existência.

Você é nosso convidado!

Nichele Di Paulo

Facebook
Instagram
WhatsApp chat